Hospitais - Purificador de ar Airfree

pesquisa
     
 

Pergunte a um especialista

     
     
     
 
 
Detalhe do produto
 
Detalhe do produto
Hospitais

Hospitais

  • Introdução
    • INFEÇÕES HOSPITALARES
      Um problema que urge resolver!


      Os estudos elaborados no âmbito das infeções hospitalares iniciaram-se há mais de 150 anos com Ignaz Semmelweis e Florence Nightingale, e contribuíram para o avanço da microbiologia e das ações profiláticas em ambientes de saúde. Mas não obstante o incremento das práticas de assepsia, as infecções hospitalares ainda são consideradas um problema de saúde pública.

      Os impactos diretos ocorrem nas taxas de mortalidade e nos custos de internamento e tratamento. Vários estudos mostram que os bioaerossóis (conglomerados de microorganismos em suspensão no ar) são determinantes no aparecimento de infeções. Calcula-se que sejam responsáveis por 10% a 20% dos casos.

      Existem diversas formas de aerossolização de patogénios, designadamente através do sistema de ventilação (natural ou artificial), aerossolização de água, escamas de pele libertadas pelos pacientes e equipa médica e gotículas de secreção libertadas no momento de tosses e espirros. E pesquisas realizadas nesta área mostram que os membros de uma equipa cirúrgica podem emitir de 1.500 e 50.000 bactérias por minuto, sendo que estes patogénios geralmente permanecem em suspensão por longos períodos de tempo.



      Prevenir é melhor do que remediar!

      As infeções hospitalares não só acarretam altos custos financeiros, mas também podem custar vidas. Assim, mais do que o tratamento, a prevenção destas infeções através da purificação do ar mostra ser a melhor estratégia de combate, pois além de mais barata, é mais eficaz.
      Para se ter uma ideia, o custo do tratamento de apenas um paciente com aspergilose invasiva equivale à compra de mais de 160 equipamentos Airfree® para o tratamento do ar…

      Alguns patogénios perigosos:

      *Staphylococcus aureus é um dos maiores responsáveis por infeções hospitalares. A resistência de bactérias a antibióticos está a tornar-se uma tendência crescente em hospitais. Um estudo realizado ao longo de três anos em estados brasileiros mostrou a resistência de sete espécies de bactérias a antibióticos comuns, incluindo S. aureus e P. aeruginosa.
      Surtos de infeções fúngicas também foram demonstrados em diferentes estudos.

      *Aspergillus ssp tem exigido especial cuidado, pois é um fungo que se encontra em praticamente todos os ambientes, sendo o ar a sua principal via de transmissão. Devido ao pequeno tamanho do conídio (esporo existente em fungos), este pode ficar em suspensão no ar por longos períodos de tempo, permanecendo ativo durante meses, mesmo em locais com pouca humidade.
      Estimativas mostram que 75% dos casos de aspergilose invasiva resultam em óbito, principalmente devido à dificuldade do diagnóstico, além de que o tratamento tem uma fraca taxo de sucesso (cerca de 5%) e é dispendioso.

      Ar puro: fundamental, nos espaços de Saúde!

      O purificador do ar Airfree® tem a sua aplicação comprovada na redução da carga microbiana presente no ar. Em doze testes realizados em situações reais de uso, por laboratórios independentes (norma ISO 17025), a percentagem de redução da carga bacteriana variou de 62% a 99%, e da carga fúngica, de 64% a 99%.
      A média de redução foi de 82% para bactérias e 86% para fungos.

      A tecnologia patenteada Airfree® permite que se alcancem elevadas percentagens nessa redução, através do aprisionamento e incineração de microorganismos a temperaturas acima de 200ºC.



      Outras vantagens do aparelho incluem:

      - Baixo custo de aquisição, sem necessidade de manutenção, e baixo consumo energético;
      - Capacidade de eliminação de microorganismos, independentemente de sua virulência;
      - Eco-friendly;
      - Não altera a temperatura dos ambientes;
      - O único purificador de ar do Mundo capaz de reduzir em 26% a concentração de ozono (O3).

      CARACTERÍSTICAS AIRFREE®:

      Eficiente - Testado e aprovado em ambientes reais (sem simulações) nos melhores institutos do mundo. Airfree® destrói qualquer microorganismo que passe pelo seu conjunto cerâmico esterilizador, independentemente da sua periculosidade ou tamanho.

      Silencioso - Absolutamente sem ruído.

      Exclusivo - Tecnologia patenteada internacionalmente e exclusiva dos produtos Airfree®, a única que também reduz a concentração de ozono.

      Económico - Não há custos com troca de peças ou gastos significativos de energia, pois o consumo de um Airfree® é de apenas 48w por hora.

      Prático - Ligue e não se preocupe mais, já que os aparelhos não necessitam de manutenção ou limpeza.

  • FAQ´S
    • 1. COMO É QUE O AIRFREE® ELIMINA OS FUNGOS?
      Os fungos e os seus esporos, bem como outros microorganismos no ar são incinerados no interior dos capilares do Airfree®. Assim, os fungos vão diminuindo gradualmente até níveis muito baixos. Além dos fungos, também são eliminados esporos, bactérias e vírus.

      2. COMO É QUE O AIRFREE MATA OS ÁCAROS?
      O Airfree® elimina fungos. Para que o ácaro sobreviva é necessário que existam fungos para a sua alimentação e digestão.
      Ao eliminar os fungos, os ácaros não conseguem digerir os alimentos, morrendo por inanição.
      Nos ambientes, os ácaros possuem uma relação importante com os fungos, já que ao reduzir-se a população de fungos, a população de ácaros reduz também, como consequência.

      3. COMO FUNCIONA O APARELHO?
      O ar é purificado no interior do conjunto cerâmico patenteado Airfree®, onde existem dezenas de capilares aquecidos a cerca de 200°C.
      Ao passarem por esses capilares os microorganismos, por mais perigosos e tóxicos que sejam, são destruídos pelo calor. O ar aquecido provoca o fenómeno da conveção do ar (o ar aquecido sobe e sai do aparelho, formando uma pressão negativa na base do mesmo e fazendo com que um novo volume de ar contaminado seja aspirado), o que garante um fluxo de ar contínuo, de forma silenciosa e eficaz.

      4. EXISTEM CONTRA-INDICAÇÕES?
      Não. O uso do Airfree® não tem qualquer contra-indicação. Pelo contrário, ele deve ser utilizado em todos os ambientes para a purificação do ar. Ambiente tratado é sinónimo de saúde, conforto e conservação de móveis, equipamentos e objetos.

      5. O AIRFREE® AQUECE O AMBIENTE?
      Não. O Airfree® foi desenhado e projetado para não aumentar a temperatura do ambiente. Para se ter uma ideia, uma pessoa contribui com mais calor para um ambiente de 80 m³ (metros cúbicos) do que 2 aparelhos ligados.

      6. O AIRFREE® ALTERA A HUMIDADE RELATIVA DO AR?
      Não. O Airfree® não altera a humidade relativa do ar.

      7. O AIRFREE® ELIMINA BACTÉRIAS E GERMES DO AR?
      Sim. A função bactericida e germicida do Airfree® é reconhecida pelos melhores laboratórios mundiais - a maioria deles certificados pela norma ISO 17025, que concede o certificado de qualidade total em procedimentos laboratoriais.
      Veja aqui os nossos testes.

       

Produto Recomendado

Airfree Produtos Eletrónicos SA
VAT 507174240
Rua Julieta Ferrão nº 10, 9ºPiso
Fracção A Lisbon, Portugal
1600-131
Airfree Portugal
info@airfree.com
21 315 6222
www.airfree.pt